• Post author:
  • Post category:Saúde
  • Reading time:6 mins read

São vários os cuidados necessários para evitar a perda dentária. Alguns que envolvem a alimentação, outros a higienização bucal, mas o principal é entender que dentes belos e saudáveis partem de boas práticas cotidianas e do apoio profissional correto.

Muitas pessoas deixam os cuidados com a saúde bucal em segundo plano, por diversos motivos, seja pela dificuldade de acesso ou não compreender a importância da higienização, o que é um equívoco imenso. 

De acordo com dados do Observatório de Saúde, mais de 80% da população brasileira não cuida da cavidade oral corretamente.

Esse número é alarmante, principalmente ao considerar os prejuízos que esses descuidos podem causar. 

Dentre os problemas que podem ocorrer, a baixa autoestima e autoconfiança para se relacionar com as pessoas, impactos na saúde mental e problemas nos dentes tendem a ser as consequências mais comuns.

Em relação à saúde bucal, os problemas mais recorrentes que podem surgir por conta de descuidos com a cavidade oral são:

  • Cáries;
  • Tártaro;
  • Halitose;
  • Gengivite;
  • Periodontite;
  • Perda dental;
  • Câncer bucal.

Outras pesquisas apontam que mais da metade dos brasileiros não possuem o costume de ir ao dentista, seja utilizando plano odontologico ou com pagamento de consulta individual, sendo que as consultas particulares têm como agravante os altos valores que os tratamentos podem alcançar.

Conheça também:

Além disso, outro fator que demanda atenção é ao costume que temos de só buscar auxílio quando o problema já foi identificado ou está mais agravado. Isso porque as medidas de prevenção são fundamentais para a saúde bucal e evitar a perda dentária advinda de bactérias e inflamações.

Como a alimentação influencia na saúde bucal?

Basicamente, se uma pessoa tem uma alimentação balanceada, com os nutrientes necessários para o bom funcionamento do corpo, a manutenção de dentes saudáveis ocorre com qualidade, visto que os dentes também precisam ser nutridos e a mucosa é regulada pelos produtos ingeridos.

Contudo, se as refeições forem calóricas, processadas ou doces, o resultado será o contrário.

Isso acontece porque o açúcar alimenta as bactérias presentes na boca, facilitando seu acúmulo em determinados espaços e sua proliferação na cavidade.

Com o processo de alimentação, as bactérias passam a liberar um ácido corrosivo ao esmalte dentário, deixando a dentição vulnerável a ter cáries, entre outros problemas bucais. 

Além disso, a própria coloração dos dentes pode ser afetada sem o seu principal protetor, o esmalte. 

Assim, se atentar aos alimentos consumidos se mostra fundamental para evitar a perda dentária, visto que a ação de bactérias pode ser controlada/reduzida.

Por esse motivo, os especialistas de convenio odontologico, clínicas particulares e até de outros setores da saúde, como nutricionistas e endocrinologistas, indicam que os doces sejam ingeridos com cautela e que, preferencialmente, o açúcar seja substituído.

Uma sugestão para isso é recorrer aos produtos naturais, como as frutas, ou mesmo produtos adoçados com o xilitol ao invés do açúcar, pois sua composição não afetará o esmalte protetor dos dentes.

Já para o fortalecimento das estruturas, os especialistas recomendam que as refeições sejam recheadas de nutrientes, como cálcio (leite e derivados), fibras (frutas) e ferro. 

O primeiro e o terceiro nutriente são ideais para os dentes, pois contribuem na nutrição do esmalte, que protege a dentição. 

Já o segundo é ótimo para a saúde bucal, pois limpa os resíduos alimentares dos dentes, além de produzir saliva, que realiza a limpeza natural da arcada dentária.

Água

Poucos sabem, mas a quantidade ideal que os especialistas indicam para ser ingerida diariamente, em média, é de dois litros e isso é crucial para a hidratação da cavidade bucal.

Isso porque a água contribui com o perfeito funcionamento do organismo, acelerando o metabolismo (o que pode levar até ao emagrecimento), além de também limpar os dentes e estimular a saliva, que realiza a limpeza natural da boca.

Higienização bucal

A higienização bucal é o fator principal para garantir dentes resistentes e evitar a manifestação de doenças bucais que podem levar à perda dentária. 

Por isso, a sua prática deve ser feita rigorosamente todos os dias. 

Para uma prática adequada deve-se escovar os dentes ao final de cada refeição, bochechar o enxaguante bucal e, por fim, passar fio dental diariamente para remover as bactérias presentes na cavidade e, inclusive, em espaços de difícil acesso.

Contudo, não é apenas a higienização rotineira que garante a dentição intacta, é preciso ir ao dentista regularmente para que ele faça uma limpeza mais profunda e cuide da saúde bucal corretamente.

Para que o preço dessas consultas se torne mais acessível, promovendo uma melhor regularidade dos tratamentos, o que deve acontecer a cada seis meses, é interessante verificar a disponibilidade de um plano odontologico empresarial, ou mesmo o modelo individual.

Assim, as consultas e os procedimentos possuem cobertura do benefício, sendo mais acessíveis por conta do pagamento mensal do pacote que permite acesso a um grupo de tratamentos aos beneficiários.

Inclusive, é possível verificar diretamente junto às operadoras/corretores, pois existem diferentes planos de serviços, se adequando às mais diferentes necessidades e perfis, como o modelo coletivo, individual ou mesmo o plano dental para MEI.

Assim, aliando a higienização diária aos processos de manutenção e controle profissional, é possível garantir ainda mais saúde e qualidade ao sorriso.

Idas ao dentista

Como mencionado no tópico anterior, para garantir uma boa saúde bucal e dentes estáveis, é preciso ir ao dentista regularmente para que ele avalie a cavidade.

Com isso, o profissional pode realizar os procedimentos de limpeza, bem como alguns métodos de tratamento para evitar que ocorra a perda dentária ou precise extrair os dentes para tratamentos mais invasivos.

No caso dos procedimentos de higiene e preventivos está a remoção do tártaro e a aplicação do flúor para a dentição ficar mais resistente. 
Deste modo, pode-se concluir que as avaliações de rotina em um odonto empresarial ou individual junto aos bons hábitos de higiene e alimentação são fundamentais para o fortalecimento da cavidade e manter a estrutura dental em perfeito estado, evitando não só a ação de bactérias e inflamações, como também prevenindo a perda dentária.

Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações, dicas e conteúdos ricos sobre os cuidados com a saúde física e mental.